Trilha Ecológica é atrativo turístico em Campo Grande

Publicado em 01/11/2017

Já imaginou um lugar que existe para preservar e salvar plantas e animais silvestres que fazem parte da fauna e da flora do Brasil? Esse lugar existe e fica em Campo Grande (MS).

O Centro de Reabilitação de Animais Silvestres – CRAS foi criado em julho de 1987 com o intuito de recepcionar, triar e destinar os animais silvestres apreendidos em operações de combate ao tráfico, atropelados nas rodovias estaduais, como também aos entregues voluntariamente pela população. Situado no Parque Estadual da Prosa, recebe a visita de toda a população e turistas para um passeio na Trilha Ecológica do parque.

Desde 2002, tendo em vista que a origem dos animais silvestres recebidos pelo Centro está fortemente ligada ao tráfico e à criação em cativeiro, foi considerado de fundamental importância uma atuação mais concreta junto à população. Sendo assim, foi inserido no Programa de Uso Público do Parque Estadual da Prosa um subprograma de visita ao CRAS para interpretação e educação ambiental.

Com o objetivo de preservar amostras de ecossistemas do cerrado, bioma típico da região Centro-Oeste do Brasil, o passeio é realizado dentro de uma área de preservação natural no meio da cidade.  A Guarda-Parque Katiuscia Balbuena Coene ressalta que o trajeto é realizado por uma trilha interpretativa e, depois, pelo Centro de Reabilitação. “Todo passeio no parque tem como finalidade a promoção da educação ambiental, sensibilização e preservação da fauna e da flora. Prezamos sempre para que todos que por aqui passam conheçam a importância do desenvolvimento de preservação”.

O guarda parque, Elton Miranda Ramos, afirma que durante essas visitas, após percorrerem toda a trilha, é realizada uma explicação mostrando o problema que os animais enfrentaram desde a chegada ao Centro e os resultados. “Os animais que chegam aqui são recuperados pela Polícia Militar Ambiental. 97% deles vêm do tráfico de animais. Chegando aqui eles recebem um registro nacional. Após esse registro, são encaminhados para o Hospital Veterinário do CRAS para um período chamado quarentena, quando ficam sete dias em avaliação para verificar problemas mais sérios. Depois disso são encaminhados para o recinto de recuperação e, em seguida, há a soltura deles”, finaliza Elton.

Visitas

A visitação ocorre somente com agendamento, através do telefone (067) 3326-1370, no horário das 8h às 17h, às terças, quintas e sábado. As visitas são gratuitas e monitoradas por um guia treinado, que expõe aos visitantes as consequências negativas do tráfico, da manutenção em cativeiro de animais nativos oriundos da natureza, além de apresentar o trabalho desenvolvido pelo Centro quanto à reabilitação e à destinação dos animais confiscados. As visitas duram em torno de duas horas e são divididas em três grupos de no máximo 15 pessoas cada. O Parque fica localizado na Avenida Lima Feliz, 154, Chácara Cachoeira, Campo Grande/MS.

Assine Nossa Newsletter

Receba os últimos artigos e notícias sobre turismo diretamente em seu e-mail:

O jornal Em Foco Turismo é uma publicação da Em Foco Mídia
© Copyright Em Foco Turismo. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por SITEFOX