Lidar com as dificuldades no gerenciamento do tempo e das prioridades | Daniel Santos

Publicado em 26/07/2017

 

Daniel Santos* 

A falta de tempo para realizar tarefas importantes, de fato, geralmente ocorre por dois motivos básicos: ineficiência no gerenciamento das prioridades e incapacidade de delegar tarefas. O gerenciamento de prioridades é um assunto delicado. Isso se acentua em organizações com vários níveis e projetos complexos, envolvendo grandes equipes. Desacertos na comunicação e deficiências na liderança causam mal entendidos entre os colaboradores, que muitas vezes não sabem definir quais são as prioridades na ordem do dia.

O hábito de aceitar tarefas desnecessárias ou irrelevantes é bastante comum nas empresas. Os colaboradores querem se mostrar proativos e acabam assumindo responsabilidades que não lhes cabem. É importante aprender a recusar essas tarefas, para o bem da eficiência da gestão do tempo de cada funcionário. E isso resulta em dias mais produtivos para a empresa.

Por fim, os problemas com a delegação de tarefas começam na incapacidade de se treinar pessoas aptas para assumir as responsabilidades. Para solucionar o mau gerenciamento do tempo, há técnicas e métodos com sucesso comprovado em milhares de organizações, que se tornaram empresas altamente produtivas e ágeis. Porém, por experiência própria nas nossas empresas e em outras de grande porte, onde fui executivo, posso afirmar: não é fácil! As pessoas, às vezes, querem elaborar muito e deixam de fazer o "simples".

Fica a dica: Concentre se no simples. Se você é de vendas, concentre- se em visitar clientes, captar clientes, rentabilizar clientes, fidelizar esses clientes. Como? Sai da sua sala confortável e entenda as necessidades dele, o cliente. Nada na vida é fácil, mas reclamar não vai ajudar em nada.

*Daniel Santos é sócio diretor da Rede Nacional Inn Hotéis e da Salvatur

© Copyright Em Foco Turismo. Todos os direitos reservados.
desenvolvido por SITEFOX